“Barnbruden”

December 25, 2016

Um livro lido para o meu círculo de livros. Achei chatíssimo; tanto que fiz o que geralmente nunca faco: pulei grande parte do meio do livro e li o final pra saber como acabou. Bom, a história é sobre Hedvig Elisabeth Charlotta, uma princesa alemã que em 1774 chegou à Suécia para se casar com o príncipe Karl, irmão do rei sueco Gustav III. O título, que pode ser traduzido como “Noiva crianca”, diz respeito à idade de Charlotta: 15 anos. É um chamado romance histórico e é até interessante no início, mas depois fica MUITO repetitivo. Mesmo quando a autora, Anna Laestadius Larsson, inclui nesse seu primeiro livro uma história paralela, a de Johanna, ou chamada “Pottunge”, uma menina ainda mais jovem do que a princesa, no lado oposto da hierarquia daquela época: ela tinha como ocupacão limpar excrementos dos membros da família real. Bom, tem mais mas eu sinceramente acho totalmente not worth escrever sobre isso. Não recomendo.

Lido em sueco.

Advertisements

“Masja”

December 14, 2016

“Masja” é o último livro da trilogia da escritora sueca Carola Hansson sobre a família do escritor russo Leon Tolstoi. Masja, um apelido, é a filha preferida, a que sempre ajudou o pai com os manuscritos dele, com as cartas que precisavam ser lidas e respondidas diariamente. Ela adora o pai, e o pai a adora. Ela, assim como qualquer adolescente, se apaixona por muitos dos seguidores e admiradores do pai, mas nunca consegue agradar com suas escolhas românticas. Masja é a preferida mas também está no centro da esfera de poder do pai e da mãe, ambos extremamente dominantes. O livro é interessante mas um pouco repetitivo. O mais aflitivo foi saber que ela, depois de finalmente se casar desafiando os pais, tentou ter filhos e teve vários abortos espontâneos, outros nascimentos com o bebê natimorto. Um horror. O livro conta a história de Masja do final do século XIX até 1906, quando ela faleceu.

Lido em sueco.