O livro da jornalista e escritora finlandesa Märta Tikkanen, originalmente publicado em 1978, é um clássico por essas bandas. O título pode ser traduzido como “A história romantica do século” e é de poesias, escritas por Märta durante noites e madrugadas de angústia por conta do alcoolismo do marido, o famoso (por aqui) escritor Henrik Tikkanen. São poemas escritos com amor e raiva monumentais por um homem que não compreende a família que tem, é totalmente consumido pelo álcool e por uma vida emocional turbulentíssima. O mais bonito é o conflito dessa vida dela: o amor e o desprezo que ela sente pelo homem da sua vida. Nunca vivi num relacionalmento desse calibre (ainda bem), mas como mulher me identifico com as dores da escritora, totalmente sozinha com quatro filhos, sem tempo para sua vida profissional, frustrada e emocionalmente acabada. Muito bonito e emocionante. Uma obra feminista poética e fortíssima. O livro foi traduzido para 20 línguas, quem sabe há algum exemplar por aí em português? Lido para o meu “book club”.

Lido em sueco.

Que descoberta! Fiquei sabendo do livro de short stories de Lucia Berlin depois de ler uma resenha no jornal ou em uma revista. Comprei, li e adorei. São 43 short stories em que a autora conta sobre sua vida, a bebida, os filhos, os trabalhos, a família, a morte, os amores, as relacões, a vida. Inteligente, reflexiva, sarcástica, engracada e muito, muito sensível. Ela usa sua vida para criar ficcão, o que fica ainda mais interessante. Lucia Berlin morreu em 2004 e está agora alcancando o sucesso merece. Muito legal mesmo. Vale a pena. (Não chega ao nível de “A Little Life”, mas é muito bom)

Lido em inglês.