Primeiro livro do meu amigo de infância Flavio Cafiero. Adorei. O tom é vertiginoso; é como se o leitor estivesse na cabeca do protagonista, Luna. O acompanha na mudanca de vida que ele fez, nas encrencas do amor, na beira da loucura. Depois de uma passagem específica – na qual Luna percorre às ruas da cidade, centro do Rio? sem voltar pra casa – me lembrei muito do João Gilberto Noll. Adorei.

Lido em português.

Advertisements