“Freedom”

January 6, 2012

Sabe aquele livro que você termina de ler mas continua a ecoar dentro da sua cabeça? Isso aconteceu comigo poucas vezes. A primeira quando li “A casa dos espíritos” de Isabel Allende aos 14 anos. A segunda, quando terminei “Crime e Castigo”, aos 20. A terceira aconteceu essa semana, quando acabei “Freedom”, do meu querido Jonathan Franzen. “Freedom” é um romance sobre a família Berglund (americana com raízes suecas, exatamente como a de Franzen), dos anos 70 até a atualidade. É um romance realista, fala sobre o ataque terrorista em Nova York, da guerra do Iraque, da corrupção do governo Bush e de seus goons (tipo Dick Cheney), mas principalmente como a vida americana é moldada numa idéia básica de liberdade — daí o título — que é aparentemente positiva mas que, no final das contas, quando a noção de liberdade é absoluta e levada a extremos, torna a vida impossível de ser vivida. Ma-ra-vi-lho-so.

Lido em inglês.

Advertisements

One Response to ““Freedom””


  1. […] sobre “The Corrections”, “How to be alone – Essays”, e, claro, “Freedom”. Aqui ele fala de sua infância a adolescência, do pai, da mãe, dos irmãos mais velhos. Eu gosto […]


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: