“How to be alone – Essays”

November 3, 2011

O segundo que leio de Jonathan Franzen. Devo dizer que minha paixão só aumentou. A maioria dos ensaios foi escrita no meio-final dos anos 90. Ele fala sobre o serviço postal americano, sobre a noção de integridade que erodiu nos últimos anos, sobre escrever, sobre a vida. Ele é meio negativo, ranzinza e, por isso mesmo, fascinante. Franzen é meu favorito atualmente. Quero muito que ele escreva mais ensaios depois de nine/eleven, da revolução digital e das crises econômicas americana e mundial. I can’t have enough of him!

Lido em inglês.

One Response to ““How to be alone – Essays””


  1. […] que leio e continuo completamente apaixonada. Já li e escrevi sobre “The Corrections”, “How to be alone – Essays”, e, claro, “Freedom”. Aqui ele fala de sua infância a adolescência, do pai, da mãe, […]


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: