“Min kamp”

July 31, 2011

Devorei esse livro do norueguês (só tá dando Noruega!) Karl Ove Knausgård. Li sobre ele há um, dois anos, quando o livro foi lançado na Noruega e conquistou tanto a crítica quanto o público. Demorei pra comprar porque fiquei com receio de ser uma coisa masculina demais. Knausgård é, no entanto, masculino porém extremamente aberto. Ele é, hum, humano. Nesse primeiro volume — são, ao que parece, seis (!) volumes, todos autobiográficos — Knausgård conta sobre sua infância até os 30 anos de idade, quando o pai morreu. Não é um diário, veja bem, é uma história maravilhosamente bem-contada, cujo destaque temos que dar à relação do autor com o pai e a morte dele. Adorei porque Knausgård escreve maravilhosamente bem sobre coisas terríveis, sobre suas emoções e sua família. E também ajuda saber que é tudo verdade. Se bem que acho meio ruim esse meu lado Big Brother (e eu que nunca assisti ao programa!), mas é só aceitar. A realidade me fascina.

Lido em sueco.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: