“Moab i my washpot”

November 13, 2010

Primeira parte da autobiografia do ator inglês Stephen Fry. Gosto muito dele porque ele é tão profundamente diferente do que se considera normal no nosso mundinho restritivo e careta: socialista, feioso, inteligentérrimo (formado em Cambridge etc), gay e ainda por cima bipolar (mano depressivo). Gostei muito desse primeiro volume, que se concentra na infância e adolescência do autor, até ele completar 18 anos. Fiquei um pouco cansada das histórias das escolas que ele frequentou (daí não dou nota máxima), mas gostei muito de como ele conta a primeira vez que se apaixonou de verdade (aos 14 anos). O leitor não-britânico perde as referências diretas à pessoas nativas mas de resto o livro é muito bacana. Agora, ninguém me pergunte o que o título quer dizer porque não faço a menor idéia.

Lido em inglês.