“Mannen utan öde”

January 12, 2008

Esse livro de Imre Kertész, vencedor do prêmio Nobel de literatura de 2002, é uma obra-prima. O protagonista, um menino de 14 anos, conta como foi levado pra campos de concentração e como era o dia-a-dia de lá. Até aí, parece um livro comum, um testemunho dos horrores da segunda guerra mundial. Mas a história é muito mais. Minha impressão é que o menino passou pelo que passou e saiu totalmente inteiro da experiência. No final do livro ele explica como isso foi possível. Acabei por me perguntar: pode um livro sobre um dos piores capítulos da história mundial não conter uma gota de ódio? Segundo Imre Kertész pode. Livraço.

Lido em sueco.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: