“Dvärgen”

December 3, 2007

Demorei pra ler o pequeno (150 páginas) livro de Pär Lagerkvist (ganhador do Nobel de literatura em 1951)porque tive dificuldade em me aprofundar (ou apreciar) a amargura do protagonista, o anão do título, que é também o narrador da história. São cento e cinqüenta páginas de pequeneza de espírito (pun intendet); o anão distribuindo ódio a sua volta, manipulando e matando. Um sociopata, uma eminência parda numa côrte italiana durante a Renascença. Mas o livro é interessante, ainda mais porque é escrito em forma de diário pelo anão. Fico imaginando como deve ter sido escrever esse romance. Pra escrever, em primeira pessoa, sobre tanto ódio, é preciso ter sentido esse ódio. Não pode ser algo apenas imaginado. Será?

Lido em sueco.

One Response to ““Dvärgen””

  1. Leia Beigler Says:

    Oi

    Cheguei aogra aqui.Coloquei em meus favoritos e voltarei sempre.Fabuloso,voce ja ter conseguido fazer um blog com o tag livros.Parabens pelo filhote e pelo blog montanha.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: