Mark Haddon escreveu esse livro, que é um dos melhores que li nos últimos tempos. Acompanhamos Christopher Boone, de 15 anos e Asperges (uma forma de autismo). Ele detesta ser tocado e precisa se lembrar como são faces felizes e tristes. Quando o mundo fica muito confuso, ele pensa em problemas matemáticos, para ficar calmo. Ele ama padrões, ritmo e fala sempre a verdade. O livro é delicadíssimo.

Seguimos Christopher em suas aventuras e nos malabarismos que precisa fazer para realizar seu projeto (não conto o que é pra não estragar a experiência de quem quiser ler o livro depois). Christopher entende o mundo de forma muito diferente e sua imaginação é transcendental. O autor, Mark Haddon, que escreve livros para crianças e adolescentes, ganhou uma série de prêmios por essa obra. No meio da leitura me vi contemplando várias coisas lá escritas como verdadeiros pensamentos filosóficos. Recomendo muitíssimo. Presente da Marcinha.

Lido em inglês.

Advertisements