Esse livro, cujo título poderia ser traduzido como “Um outro tempo, uma outra vida”, é de Leif GW Persson. O autor é professor de criminologia, superrespeitado no meio policial e é até uma personalidade da TV. Ele faz parte do programa “Efterlyst”, que caça ladrões e gente ruim de todos os tipos com a ajuda das pistas dos telespectadores. O livro é bacana, mas sem muitas surpresas. Persson já ganhou um monte de prêmios por seus livros.

Lido em sueco.

Advertisements

"Fallet G"

May 21, 2005

A Suécia tem tradição de criar bons escritores de livros policiais, com misteriosas mortes e plots complicados. Håkan Nesser é um deles. E, acho, um dos melhores. Ele e Henning Mankell são meus preferidos. Nesse livro aqui, cujo título é “O caso G”, o investigador Van Veeteren investiga seu último caso: a morte de Barbara Clarissa Hennan. No meio do livro, Van Veeteren, que atua numa cidade holandesa fictícia, recebe um telefonema de um certo inspetor sueco Kurt Wallander, mas não retorna a ligação. :c)

Lido em sueco.

"Brick Lane"

May 5, 2005

Monica Ali escreveu um livro bacanérrimo. Interessante, ainda mais nesses tempos de terror em Londres, complicado, humano. Nazneen, de Bangladesh, vem morar num subúrbio londrino casada com um homem eternamente frustrado (porque constantemente iludido). É tocante perceber que o desejo constante de “voltar pra casa” é universal, não apenas meu. Bom, voltando ao livro: Nazneen acaba crescendo como mulher, mãe e gente durante o livro. Bem legal, porém um pouco longo.

Lido em inglês.