"Man and Wife"

February 21, 2004

Tony Parsons e a acidez britânica. Harry Silver é um daqueles pobres-diabos que tem tudo: mulher, amante, filho, enteada e trabalho. De repente, o mundo gira e ele perde tudo ou, mais exatamente, põe tudo a perder com sua spoiled-caucasian-masculin atitude. Eu ainda estava no rebound por conta do péssimo Grisham, de forma que gostei mais do que deveria desse livro.

Lido em inglês.

"Skipping Christmas"

February 21, 2004

Nesse, eu meu rendo. John Grisham conseguiu a façanha de me irritar com uma história que começa bem mas que desanda tão terrivelmente que me fez odiar o momento em que resolvi pegar o livro emprestado. Tudo estava certo: irritação, mau-humor, amor, carinho e saudade. Ao mesmo tempo, quando o final do livro se aproxima, tudo vai ficando sobrenaturalmente positivo que me dá vontade de puke. Ah, chega de hollywood, pelamordedeus! If you love your inteligency, skipp this book!

Lido em inglês.

"Konsten att argumentera"

February 10, 2004

Thomas Anderberg escreve um livro bacana sobre a “A Arte de argumentar”. Entre uma ou outra teoria, fica-se sabendo de pequenas curiosidades históricas, sempre interessantíssimas em sua inutilidade. Por exemplo, na Inglaterra da Era Vitoriana mostrar partes do corpo era impensável. Se o pé de uma dama não podia ser visto descoberto, muito menos as pernas. E, como vocês sabem, tudo o que é reprimido de um jeito, acaba aparecendo de outro. O desespero por cobrir pernas era tanto que até as cadeiras começaram a ter suas pernas cobertas por brocados e franças (Quando nego começa a sentir tesão por uma cadeira é sinal de que a situação já foi um pouco longe demais, concordam?)

Lido em sueco.

Começo agora a escrever sobre os livros que preciso ler pra universidade. Nesse livro, sobre pedagogia social, entre outras coisas, li sobre a vida e o trabalho de Paulo Freire, nascido em (no???) Recife em 1921. Paulo Freire defendia que todas as pessoas têm uma capacidade interna que precisa ser liberada. O desenvolvimento humano, para ele, depende em primeiro lugar da alfabetização da pessoa. Muuuito interessante.

Lido em sueco.