"Min Mosters Migrän"

December 28, 2003

Comprei esse livro por impulso, no supermercado, simplesmente por ter gostado do nome. Convenhamos: “a enxaqueca da minha tia” é um título ótimo. Assim como a escritora dinamarquesa Hanne-Vibeke Holst, apesar de sua verborragia. O livro é uma autobiografia. Conta a vida de Holst, suas andanças pela União Soviética com o marido embaixador, a necessidades de se tornar, ela mesmo, uma pessoa com trabalho, interesses, competências. E vieram os filhos e outros relacionamentos e ela ainda busca essa “igualdade” mítica entre os sexos (uma coisa bem escandinava, por sinal). O lance do título é que Holst tinha uma tia que vivia com dor de cabeça quando festas de família aconteciam. Quando o marido dela morreu, ela milagrosamente “ficou boa” de suas enxaquecas e iniciou uma vida nova, muito mais satisfatória. Uhmmm.

Lido em sueco.

"Krokodilen"

December 28, 2003

Uma das piores porcarias que eu já li na minha vida. Herman Lindqvist geralmente escreve sobre a Europa, a França, a Itália e outros países onde ele morou ou visitou. Suas observações são bacanas. Esse livro, no entanto, um romance, é um pecado. Ele tenta criar uma historinha pra dar razão às suas descrições de lugares exóticos, dessa vez Hong Kong. Olha, é péssimo. Não se aventure.

Lido em sueco.